Polícia

Irmã conta que rapaz morto a tiros na região das Moreninhas tinha deixado o crime

Na tarde desta quinta-feira (25), irmã de Diego da Silva Magalhães, de 20 anos, assassinado a tiros nas Moreninhas, contou que ele havia deixado o crime. O rapaz tinha extensa ficha criminal e foi morto em um terreno na Rua Radra Mamede Alli. Segundo relato da irmã, eles já não tinham mais os pais e […]

Renata Portela Publicado em 25/03/2021, às 16h26 - Atualizado às 17h07

Rapaz foi assassinado a tiros (Foto: Danielle Errobidarte, Midiamax)
Rapaz foi assassinado a tiros (Foto: Danielle Errobidarte, Midiamax) - Rapaz foi assassinado a tiros (Foto: Danielle Errobidarte, Midiamax)

Na tarde desta quinta-feira (25), irmã de Diego da Silva Magalhães, de 20 anos, assassinado a tiros nas Moreninhas, contou que ele havia deixado o crime. O rapaz tinha extensa ficha criminal e foi morto em um terreno na Rua Radra Mamede Alli.

Segundo relato da irmã, eles já não tinham mais os pais e viviam apenas na companhia um do outro. Ela contou que viu o assassino e um outro amigo também estava com Diego no momento do crime. O suspeito teria chegado, armado, dizendo “Deita, deita, perdeu, perdeu”.

Irmã conta que rapaz morto a tiros na região das Moreninhas tinha deixado o crime
(Foto: Danielle Errobidarte, Midiamax)

Diego foi morto com pelo menos três tiros, na cabeça e nas costas. A irmã relatou ainda que o rapaz tinha deixado o crime e tinha “endireitado a vida”. Ele estava com dois empregos, trabalhando também como entregador de comida por aplicativo. O rapaz tinha passagens por furto, receptação, desacato, tráfico de drogas, associação criminosa, roubo e perturbação da tranquilidade.

Equipes da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), Perícia e Polícia Civil foram ao local. O caso deve ser registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Cepol e a polícia faz buscas pelo autor.

Jornal Midiamax