Polícia

Hipotermia ou abuso: polícia identifica mulher achada morta em rua de Dourados

Vítima estava com as calças abaixadas e sem documento de identificação

Danielle Errobidarte Publicado em 19/07/2021, às 17h02

None
(Foto: Reprodução/ Dourados News)

Foi identificada como Eliane Romeiro Ramires, de 41 anos, a indígena encontrada morta em frente a uma escola municipal de Dourados, cidade a 225 km da Capital, na manhã desta segunda-feira (19). Ela estava sem documentos e foi identificada por um agente de saúde da aldeia onde morava.

O agente de saúde esteve no IML (Instituto Médico Legal) e levou a identidade da vítima. O nome foi confirmado após análise das digitais da indígena pelos papiloscopistas. Além disso, o funcionário explicou que ela teria o dedão do pé direito amputado, o que foi confirmado.

Populares acionaram a guarda municipal por volta das 8h35 da manhã desta segunda (19), quando a vítima foi localizada em uma calçada, na rua General Castelo Branco. Ela não apresentava sinais de violência pelo corpo e estava sem documentos.

A primeira suspeita para a morte seria hipotermia, mas a vítima estava com as calças abaixadas quando o corpo foi localizado embaixo de uma marquise. A polícia investiga o caso para saber se a vítima sofreu algum tipo de abuso.

Jornal Midiamax