Polícia

Idoso de 83 anos está entre presos por estupro a crianças em Campo Grande

De bengala, homem foi levado para delegacia

Thatiana Melo e Dayene Paz Publicado em 16/07/2021, às 11h07

None
(Henrique Arakaki, Midiamax)

Um idoso, de 83 anos, está entre os presos levados para a Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente), na manhã desta sexta-feira (16), em Campo Grande, durante a deflagração de uma das fases da Operação Acalento, que teve o cumprimento de 23 mandados. 

Segundo a delegada Franciele Candotti, a maioria dos crimes de estupro cometidos contra crianças e adolescentes são praticados por familiares e amigos próximos, muitos dos criminosos são avôs, pais, avôdrasto, primos. Candoti faz um alerta para que conversem com as crianças, que apresentam sempre mudanças de comportamento, quando são vítimas de abusos.

Sem dar muitos detalhes, a delegada falou que o idoso, de 83 anos, era marido de uma babá e aproveitava para abusar das crianças que ela cuidava. Outro preso foi um pedreiro que estava fazendo um serviço em uma casa e aproveitou para cometer o crime.

O pedreiro, inclusive, já tinha outras condenações por estupro e estava em liberdade. Cerca de 30 policiais participaram da operação.

A primeira fase da operação foi deflagrada em 4 de junho, quando até uma mulher foi presa. Em Campo Grande, são cumpridos mandados em diversos bairros, como Tijuca, Nhanhá e Nova Lima. Uma coletiva sobre o assunto está prevista para as 10h. Mais de 30 policiais participam da operação. 

Em junho, durante a deflagração de uma das fases, foi presa pela Depca Eliane Benítez Batalha dos Santos, esposa do ex-guarda municipal Marcelo Rios, réu que deu início às investigações da Operação Omertá. Após investigações, foi realizada busca e apreensão na casa de Eliane e encontrado material pornográfico em alguns pen-drives. As vítimas, segundo apurações da Polícia Civil, eram conhecidas de Eliane.

Jornal Midiamax