Polícia

Homem encontrado pelo irmão em terreno baldio no Guanandi foi morto com tiro na cabeça

Corpo estava em estado avançado de decomposição e precisará de laudo necroscópico

Danielle Errobidarte Publicado em 16/04/2021, às 15h56

Crime de homicídio foi registrado no Cepol.
Crime de homicídio foi registrado no Cepol. - (Foto: Arquivo Midiamax)

Edras Lili, de 42 anos, encontrado morto em um terreno baldio no Bairro Guanandi na noite desta quinta-feira (15), foi atingido com pelo menos um tiro, na cabeça e próximo ao olho. O corpo estava em estado avançado de decomposição, e será necessário passar por perícia para constatar se ele teve outras lesões.

Conforme o delegado Lucas Caires, que compareceu à cena do crime, a perícia identificou apenas essa lesão. “A princípio, o perito notou uma ferida perfuro-contundente causada por disparo de arma de fogo na região da têmpora. Somente o laudo necroscópico poderá confirmar e acrescentar possíveis demais lesões”, afirma.

Segundo informações do boletim de ocorrência, a polícia foi chamada por volta das 18 horas desta quinta (15) depois de um achado de cadáver em um terreno baldio. 

O irmão da vítima foi a sua procura depois de ser alertado pela ex-sogra de Edras sobre um possível homicídio e de que o suspeito seria o atual marido da ex-mulher da vítima, sendo que uma adolescente que seria afilhada de Edras teria visto o suspeito chegando na casa da vítima armado quando o crime foi cometido.

O crime foi registrado como homicídio simples na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Cepol e será encaminhada para a delegacia da área responsável, a 5ª DP.

Jornal Midiamax