Polícia

Guarda municipal tem porte de arma suspenso após jogar carro contra loja da ex em Campo Grande

Agente estava em processo de separação e não concordava com os termos do divórcio

Thatiana Melo Publicado em 26/10/2021, às 11h23

None

Um guarda municipal, de 33 anos, teve o porte de arma suspenso, assim como o armamento recolhido, após jogar o carro contra a loja de sua ex-mulher, de 30 anos, em Campo Grande. O casal está em processo de separação depois de 12 anos de relacionamento.

O agente foi até a loja da ex-mulher no bairro Cohab para saber se ela já havia feito os levantamentos do patrimônio do casal para que pudessem fazer a partilha de bens. Ao chegar ao estabelecimento, por volta das 17h30 dessa segunda-feira (25), eles passaram a discutir na frente da loja.  

A mulher resolveu entrar para o estabelecimento e o guarda foi atrás e, durante a discussão, arremessou contra ela uma caixa de som. Em seguida, o agente saiu e entrou em seu veículo Virtus, momento em que acelerou, invadindo a loja e quebrando tudo. 

Depois deu marcha ré e acelerou no interior da loja por mais três vezes, saindo em seguida e dando volta no quarteirão. A vítima acionou a guarda municipal e foi embora do local junto das filhas, que presenciaram os fatos. Na delegacia, ela contou que o ex-marido está afastado há 2 anos por problemas de saúde. 

Em nota, a guarda disse: “A Secretaria Especial de Segurança e Defesa Social – SESDES tomará as medidas legais no âmbito interno, via Corregedoria-Geral, visando apurar responsabilidade disciplinar do referido servidor, assim que for notificada. Como o servidor possui porte de arma institucional as medidas legais serão adotadas na forma da lei. Como medida cautelar será determinado o recolhimento do armamento e suspensão do porte de arma do servidor”. 

Jornal Midiamax