Polícia

Guarda e fiscalização são recebidos com pedradas em pagode com mais de 200 pessoas

Durante toque de recolher

Diego Alves e Dayene Paz Publicado em 21/04/2021, às 20h31

Local do pagode (Divulgação)
Local do pagode (Divulgação)

A GCM Guarda Civil Metropolitana, Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) e Vigilância Sanitária foram recebidos com pedradas durante um pagode com mais de 200 pessoas durante toque de recolher, devido à pandemia do coronavírus, na noite desta quarta-feira (21) na avenida Guaicurus em Campo Grande. Ninguém ficou ferido.

De acordo com as autoridades, o local também não possui alvará de funcionamento.A Guarda e os órgãos fiscalizadores informarmam que foram recebidas de forma hostil e os presentes arremessaram pedras contra as viaturas.

Foi então solicitado apoio de mais viaturas da GCM. Após as pedradas, com a chegada das viaturas, os participantes do evento correram e dispersaram, momento em que o proprietário do bar se apresentou com sua esposa que trabalha no caixa do local.
Os músicos e os proprietários do estabelecimento foram conduzidos para a delegacia por descumprimento do decreto.

Jornal Midiamax