Polícia

Garoto é cercado por colegas e estuprado dentro da Unei Dom Bosco em Campo Grande

Autores ainda tentaram matar garoto enforcado com um cinto

Thatiana Melo Publicado em 19/04/2021, às 09h40

None
(Arquivo)

Dois adolescentes foram encaminhados para a delegacia depois de estuprarem um garoto de 18 anos, que estava internado na Unei (Unidade Educacional de Internação) Dom Bosco, em Campo Grande, na última quinta-feira (15).

Um agente de segurança contou que por volta das 20h30 ouviu gritos de socorro vindos do alojamento 1 ala D, e quando chegou a briga já havia sido apartada. Mas, o garoto contou que tinha sido estuprado pelos colegas, que ainda o agrediram.

A vítima ainda contou que os dois adolescentes teriam dito a ele, “vamos fazer com você o que fizeram com o mascotinho”, disseram a dupla antes de cometer o estupro e tentar matar o garoto asfixiado, com um cinto. A dupla foi levada para a delegacia e negou os crimes.Um dos acusados do crime disse que um dos internos teria dito, que a mãe da vítima seria macumbeira.

E ainda segundo a declaração do adolescente de 17 anos, a mãe da vítima teria feito uma macumba e uma genitora de um dos internos ter9ia morrido e a outra acabou presa e que neste momento começaram a brincar, e ele teria dito que mataria a vítima, mas que tudo não passava de bincadeira e que não tinha a intenção de matar ninguém.  Eles passam por audiência de custódia nesta segunda-feira (19).

Jornal Midiamax