Polícia

Funcionário de fazenda é encontrado morto com lesão no olho

Perícia apontou que corpo estava com a cabeça virada para o chão e mão fechada

Danielle Errobidarte Publicado em 24/05/2021, às 17h17

None
(Foto: Ilustrativa)

Funcionário de uma fazenda, de 60 anos, identificado como Rinaldo Caetano Alves, foi encontrado morto na cidade de Paranaíba, distante 407 km da Capital, na madrugada desta segunda-feira (24). Segundo testemunhas, ele estava na casa de um conhecido e decidiu andar pelo quintal, sendo encontrado morto horas depois. Rinaldo tinha lesão na pálpebra, marcas de sangue na cabeça e a perícia encontrou sinais dos pés dele pela terra, que pode indicar uma tentativa de se levantar.

A Polícia Militar acionou a perícia e a Polícia Civil por volta das 3h. O idoso já estava sem sinais vitais e o corpo localizado no distrito de São João do Aporé, divisa com o estado de Goiás, a 65 km de Paranaíba. Ele estava caído próximo à casa de um conhecido, de cabeça para baixo.

Conforme relato de testemunhas, o patrão da vítima informou que ele trabalhava em sua fazenda e, por volta das 18h deste domingo (23), a esposa teria deixado o funcionário na casa de um outro homem. Este, por sua vez, relatou que a vítima estava dispersa e falava pouco ao chegar. Em seguida, o idoso teria se dirigido até o quintal da residência.

Segundo a testemunha, por volta das 3h começou a procurá-lo, encontrando o idoso ao lado da casa, já caído. Os peritos conseguiram verificar que havia marcas de sangue na cabeça de Rinaldo, com sangue escorrendo no lado esquerdo. Ao virarem o corpo, também encontraram uma lesão na pálpebra de cerca de 1,5 centímetro. Contudo não havia demais lesões na cabeça, que estava suja de terra.

Ainda segundo informações preliminares coletadas no local, havia marcas na terra dos pés da vítima, como se ele tentasse se levantar. Além disso, ele estava com as mãos fechadas para baixo, no sentido do peito. Não havia rastros de pessoas perto do local, segundo a perícia. O caso foi registrado como morte a esclarecer.

Jornal Midiamax