Polícia

Funcionária de restaurante relata agressão sofrida por patrão e procura polícia

Estava afastada por motivo de saúde

Diego Alves e Danielle Errobidarte Publicado em 23/04/2021, às 21h29

Conta que foi segura pelo braço (Via WhatsApp)
Conta que foi segura pelo braço (Via WhatsApp)

Uma mulher de 34 anos, funcionária de um restaurante localizado na região central de Campo Grande, procurou a Deam (Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher) e fez um boletim de lesão corporal contra o patrão dela nesta sexta-feira (23).

Na delegacia, ela disse que trabalha no local há quatro meses, mas estava afastada por motivo de saúde. Consta no boletim de ocorrência, que, ao retornar no mês de abril, ela estava fazendo diárias no local.

Nesta sexta-feira (23), a mulher conta que informou à esposa do proprietário, que também trabalha no local, que não poderia mais trabalhar quando voltasse a receber o benefício do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), momento em que se iniciou uma discussão entre as duas, pelo fato da esposa do proprietário não aceitar a condição em questão.

Ainda segundo a funcionária de 34 anos, o proprietário do restaurante chegou no momento e, de maneira agressiva, a segurou com força pelos braços. Ela relata que ele tentou forçar com que ela saísse da cozinha, fazendo com que a funcionária caísse em uma escada no local.

Está registrado no boletim de ocorrência que ele teria dito: “vag******, você não presta, falsa”.

"Aconteceu uma discussão com a esposa dele, minha patroa, e ele veio pra cima. Queria que eu fosse embora, mas eu disse que se não trabalhasse não receberia o dia, e ele falou que não ia pagar o acerto. Ele disse que escutou a gente falando mal dele, me jogou pela escada e me empurrou. Eu não ia denunciar, ia para casa, mas achei melhor ir na delegacia da mulher", diz. O caso foi registrado como lesão corporal dolosa na Deam.

Jornal Midiamax