Polícia

Flagrado com R$ 25 mil em MDMA, rapaz diz que usaria 'droga do amor' para fazer sexo

Homem quis alegar uso pessoal para a droga, vendida a R$ 360 o grama

Thatiana Melo e Gabriel Neves Publicado em 22/10/2021, às 11h51

None
(Marcos Ermínio, Midiamax)

Denúncias anônimas levaram policiais da Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico) a prenderem um rapaz, de 21 anos, com MDMA — droga sintética — e maconha no bairro Santo Amaro, em Campo Grande. A droga foi avaliada em R$ 25 mil. 

Os policiais montaram campana em frente a uma casa no bairro São Francisco, onde chegaria a encomenda pelos Correios. Quando o pacote foi entregue, os policiais abordaram o morador, que afirmou desconhecer o conteúdo do pacote, dizendo que o sobrinho usava seu endereço para mandar encomendas.

Já na casa do rapaz, no Santo Amaro, ele confessou que enviava as encomendas para a casa do tio para se livrar de um flagrante. No pacote, estavam 72 gramas de MDMA — o popular ecstasy. Dentro da geladeira da residência, ainda foi encontrado 1,3 quilo de maconha. 

O rapaz disse que a droga vinha de Santa Catarina e que havia comprado de um anúncio de um grupo do Facebook denominado ‘157 friends’, e que havia pagado pela droga R$ 3 mil. Ele ainda disse que o MDMA ele havia comprado para uso pessoal para fazer sexo.

Cada grama do MDMA, segundo o delegado Hoffman D'Ávila, é comercializado a R$ 350. A droga foi avaliada em R$ 25 mil. 

Jornal Midiamax