Polícia

Fiscal é agredido a socos por cliente de conveniência durante fiscalização do toque de recolher

A Polícia Militar foi acionada para dar apoio aos fiscais

Thatiana Melo Publicado em 30/05/2021, às 07h55

None
(Foto: Idest)

Um agente de fiscalização acabou agredido a socos durante a noite de sábado (29), em São Gabriel do Oeste a 133 quilômetros de Campo Grande quando fazia a abordagem a um grupo que estava em uma conveniência.

De acordo com as informações passadas para o site Idest, os fiscais faziam as rondas durante o toque de recolhe, quando foram até uma conveniência e lá encontraram várias pessoas sem máscaras e aglomeradas ingerindo bebidas alcóolicas. A dona do local foi orientada pelos fiscais.

Quando os fiscais foram fazer fotos do local, um dos clientes foi em direção a um dos agentes e desferiu socos na boca do homem, que ficu ferimentos. Foi feito o pedido de apoio a polícia militar, que abordou a proprietária.

Durante a ocorrência, a comerciante também mostrou tom de deboche com a equipe da polícia, não querendo fornecer a identificação. Somente após o policial dizer que iria conduzi-la, caso não fornecesse a identificação, foi quando ela entregou os documentos para o registro da ocorrência.

Coronavírus

Mato Grosso do Sul confirmou 2.998 casos de covid nas últimas 24h, chegando a 287.157 pessoas contaminadas pela doença. Ainda conforme os dados, foram 58 mortes entre sexta e sábado em todo o Estado. Dessa forma, MS chega a 6.741 óbitos por covid.

O  Estado possui 1.234 pessoas internadas com a doença, sendo que 485 estão em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) em estado grave. Dessas, 359 estão hospitalizadas pelo SUS e 126 estão na rede particular. Outras 749 apresentam quadro mais estável e estão em leitos clínicos, sendo que 560 estão pela rede pública e 189 em hospitais privados. Assim, a taxa de ocupação de leitos UTI pelo SUS adulto é de 99% em MS e de leitos pediátricos chegou a 80%.

Jornal Midiamax