Polícia

Filha do governador de Amambay está entre os 4 mortos na fronteira de MS

O outro corpo identificado é Omar Vicente Álvarez Grance, de 32 anos

Marcos Morandi Publicado em 09/10/2021, às 07h38

Crumes aconteceram nas primeiras horas da manhã deste sábado
Crumes aconteceram nas primeiras horas da manhã deste sábado - Reprodução/Instagram

A Polícia Nacional do Paraguai já identificou duas das quatro pessoas que foram executadas nas primeiras horas da manhã deste sábado (9), em Pedro Juan Caballero. Uma das vítimas é Haylée Carolina Acevedo, de 21 anos. Ela é filha do governador de Amambay, no Paraguai, Ronald Acevedo, e sobrinha do candidato à intendente da cidade, José Carlos Acevedo.

O outro corpo identificado é de Omar Vicente Álvarez Grance, 32 anos. Eles estavam com mais duas mulheres e deixavam uma festa na Rua Mcal. López entre Ytororó e San Antonio, na jurisdição da segunda esquadra do Bairro General Díaz, quando foram atacados por pistoleiros.

Segundo informações do comissário Jorge Vidallet, chefe das Investigações da Amambay, publicadas pelo ABC Color, agentes da Polícia Nacional já estão verificando imagens das câmeras do circuito fechado na área para tentar identificar os autores dos crimes.

Ainda de acordo com o comissário Vidallet, uma das vítimas, Osmar Vicente Álvarez Grance, está supostamente vinculado ao tráfico de drogas. No local, os investigadores teriam encontrado várias cápsulas de fuzil, arma que pode ter sido usada nas execuções.

Jornal Midiamax