Polícia

‘Eu sabia que ia rodar’: suspeito de arrastões foge, cai em barranco e acaba preso em MS

Um homem de 22 anos foi preso pela equipe do Getam (Grupamento Especializado Tático de Motos) da Polícia Militar, nesta quarta-feira (27), acusado de cometer vários arrastões na cidade de Corumbá, a 444 quilômetros de Campo Grande. O suspeito correu da polícia, mas caiu em um barranco durante a perseguição. “Uma hora eu sabia que […]

Dayene Paz Publicado em 28/01/2021, às 07h54 - Atualizado às 11h36

Prisão foi realizada por policiais do Getam | Imagem: Divulgação
Prisão foi realizada por policiais do Getam | Imagem: Divulgação - Prisão foi realizada por policiais do Getam | Imagem: Divulgação

Um homem de 22 anos foi preso pela equipe do Getam (Grupamento Especializado Tático de Motos) da Polícia Militar, nesta quarta-feira (27), acusado de cometer vários arrastões na cidade de Corumbá, a 444 quilômetros de Campo Grande. O suspeito correu da polícia, mas caiu em um barranco durante a perseguição. “Uma hora eu sabia que ia rodar”, teria dito o autor quando estava na delegacia.

De acordo com as informações do registro policial, o autor foi visto com três pessoas andando por uma rua no bairro Centro América, quando foram parados e revistados. Nada de ilícito foi achado com eles, mas ao terem os dados checados, o homem de 22 anos, saiu correndo, iniciando perseguição policial.

O homem correu em direção a ferroviária e dois policiais o perseguiram, um a pé e outro de moto, divulgou o Diário Corumbaense. Ele acabou caindo em um barranco e foi detido na região do bairro Popular Velha. Levado para a delegacia, os PMs constataram que havia um boletim de ocorrência de roubo de celular, no dia 19 de janeiro, na rua Sete de Setembro, que apontava a participação dele.

O suspeito então confessou a participação nesse roubo e também revelou ter sido autor de outros roubos junto com mais duas pessoas. Na delegacia, disse que utilizavam o Gol preto para realizar os assaltos e, para despistar a polícia, o trio também usava uma moto preta e uma bicicleta verde. Era tudo na sorte e de revólver, mas uma hora eu sabia que ia rodar’’, disse o ladrão, que em deboche ainda revelou ter roubado cinco celulares em um dia, e em outro, seis aparelhos.

Jornal Midiamax