Polícia

Em estado grave, bebê atropelada pelo ex-marido da mãe respira por cateter nasal

Ela completou dois meses de vida recentemente

Renata Portela Publicado em 20/04/2021, às 15h14

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - (Divulgação)

Atropelada no dia 13 de abril pelo ex-marido da mãe, Ângelo Maria Félix, de 51 anos, a bebê que recentemente completou dois meses de vida continua em estado grave. Internada na Santa Casa de Campo Grande, ela respira por meio cateter nasal e tem vários ferimentos graves.

Segundo a assessoria do hospital, a bebê de entrada na noite do dia 13, transferida de Rio Verde de Mato Grosso, com quadro de politrauma. Ela segue internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) pediátrica aos cuidados da pediatria e neurocirurgia, por conta do traumatismo craniano grave.

A bebê respira por cateter nasal e passa por exames de imagens, para controle da evolução do caso.

Prisão do criminoso

Ângelo se entregou à polícia nesta segunda-feira (19), na companhia de advogado depois de passar quase uma semana foragido. Segundo o delegado Gabriel Cardoso, ele alegou ‘um branco’, e que não havia visto a ex-mulher e nem o carrinho onde estava a bebê, então com pouco mais de 1 mês de vida.

Ainda de acordo com o delegado, o autor teria contado que havia voltado com a ex há um mês e não aceitava que o rapaz frequentasse a residência "deles". Ele ainda teria dito, que a mulher havia esquecido o celular no seu carro e quando foi entregar viu que ela não estava em casa, até que encontrou todos na rua. Cardoso ainda disse, que Ângelo alegou que "deu um branco" e atropelou o sujeito, dizendo não ter visto o bebê ou o carrinho. Ele ainda negou intenção de acertar a ex companheira ou a criança.

Homicídio e tentativa de feminicídio

O acidente aconteceu por volta das 17h30, na Rua Rio Grande do Sul naquele município. O casal – homem de 30 anos e mulher de 36 anos – andava pela rua com a bebê no carrinho. Em determinado momento, o ex-marido da mulher, Ângelo, teria visto a família e avançado com o carro, um Uno vermelho, atingindo as vítimas.

Após o atropelamento, o autor fugiu do local. O homem de 30 anos foi socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) em estado grave e não resistiu aos ferimentos, morrendo no hospital. Já a bebê foi levada por uma testemunha até a unidade, com a mãe. Conforme informações de testemunhas, a criança foi arremessada do carrinho e caiu no chão.

Jornal Midiamax