Polícia

Dono de bar na Afonso Pena desobedece toque de recolher, intimida guarda e vai parar na delegacia

Homem ainda ameaçou rasgar autuação e hostilizou autoridades

Jones Mário Publicado em 20/06/2021, às 09h48

Bar Kiwi Tropical, localizado nos altos da Avenida Afonso Pena
Bar Kiwi Tropical, localizado nos altos da Avenida Afonso Pena - Reprodução/Google

Dono do bar Kiwi Tropical, localizado nos altos da Avenida Afonso Pena, em Campo Grande, Daniel Victor Rodrigues Gehlen, 37 anos, foi levado para a delegacia na noite de ontem (19), depois de gritar com a fiscalização e tentar intimidar guardas municipais. Segundo boletim de ocorrência, o estabelecimento funcionava fora do horário permitido, em desrespeito ao toque de recolher vigente, a partir das 21h.

Pelo menos 15 pessoas estavam no bar quando a fiscalização chegou. O proprietário estaria “muito alterado” e dizendo que a ação era “arbitrária e ilegal”. Ele ainda teria ameaçado rasgar a autuação, prometeu processar os envolvidos e disse que prefeito e governador são “uns bosta”.

O empresário também tentou intimidar os guardas municipais quando foi informado de que seria levado para a delegacia. Gehlen afirmou que os agentes “iam ver”, pois ele seria amigo “do secretário e do comandante”.

O homem foi autuado por desacato e infração à medida sanitária vigente na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro. O bar foi interditado pela Vigilância Sanitária.

Outros cinco estabelecimentos foram lacrados entre a noite de ontem (19) e a madrugada de hoje (20) em Campo Grande, entre bares, conveniência e restaurante. Segundo balanço das operações, 92 pessoas foram flagradas em descumprimento ao toque de recolher, bem como três festas com aglomerações.

A Guarda Municipal informou que recebeu 121 denúncias de descumprimento das medidas sanitárias contra a covid-19 entre a noite de ontem e a madrugada de hoje.

Na fiscalização da Lei Seca, 378 veículos foram abordados e 14 acabaram removidos por algum tipo de irregularidade.

Jornal Midiamax