Polícia

Depois de 6 anos foragido, ex-marido que matou mulher a tiros é preso em MS

Depois de ficar por cerca de seis anos foragido, foi preso por policiais da cidade de Rio Verde a 194 quilômetros de Campo Grande, Gilberto Rodrigues do Nascimento, de 39 anos, pelo assassinato da ex-mulher Bruna Saritta Rosa e por tentar matar o atual namorado dela, em 2015 a tiros. Ele estava escondido em uma […]

Thatiana Melo Publicado em 12/02/2021, às 08h59 - Atualizado às 14h32

None

Depois de ficar por cerca de seis anos foragido, foi preso por policiais da cidade de Rio Verde a 194 quilômetros de Campo Grande, Gilberto Rodrigues do Nascimento, de 39 anos, pelo assassinato da ex-mulher Bruna Saritta Rosa e por tentar matar o atual namorado dela, em 2015 a tiros. Ele estava escondido em uma área rural.

Desde a sua fuga, a polícia tentava capturar Gilberto e há pelo menos dois meses vinha monitorando ele depois de receber a informação que estava escondido em uma área rural, entre os munícipios de Água Clara, Ribas do Rio Pardo, Camapuã e Paraíso das Águas.

Foi feita uma varredura na área quando conseguiram encontrar Gilberto. Ele usava uma identidade falsa. A investigação foi denominada de Operação Themis pela origem na Deusa da Justiça, figura feminina que representa o poder judiciário como uma mulher com os olhos vendados e espada: os olhos vendados representam a imparcialidade da justiça e a espada representa a força, a coragem, a ordem e a regra necessárias para impor o direito.

O feminicidio

O crime aconteceu no dia 15 de dezembro de 2015, Bruna teria ido até a casa do ex para buscar a filha do casal quando iniciaram uma discussão. O casal estaria em processo de separação, porém ele não aceitava o fim do relacionamento, sendo que Gilberto teria se descontrolado e descarregou um revólver calibre 38 contra a ex-mulher.

A jovem foi a tingida com três tiros na cabeça, um no braço e outro no tórax. Ela não resistiu e morreu na hora. Após o crime, o autor foi até a academia onde o atual namorado da vítima trabalhava chegando atirando e, mesmo ferido no ombro, o professor tentou imobilizar o autor, mas foi atingindo por uma coronhada na cabeça.

Gilberto foi para fora da academia, onde recarregou a arma novamente e atirou contra Flávio que foi atingido de raspão. Após o crime, o autor fugiu em uma moto Honda Titan verde.

Jornal Midiamax