Polícia

Comerciante é presa por comprar placas furtadas de fixação de linhas de trem

A Derf (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos), prendeu em flagrante indivíduos que vinham furtando grampos e placas de fixação das linhas de trem em Campo Grande. A polícia iniciou as investigações buscando identificar receptadores e, nesta segunda-feira (15), prendeu uma mulher de 37 anos, com passagens por furto, que mantém uma empresa […]

Diego Alves Publicado em 16/03/2021, às 20h15

Divulgação
Divulgação - Divulgação

A Derf (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos), prendeu em flagrante indivíduos que vinham furtando grampos e placas de fixação das linhas de trem em Campo Grande.

A polícia iniciou as investigações buscando identificar receptadores e, nesta segunda-feira (15), prendeu uma mulher de 37 anos, com passagens por furto, que mantém uma empresa de recicláveis clandestina.

No local, um ferro velho no Parque do Lageado, foram apreendidos 66 grampos que ainda não haviam sido comercializados. Ela contou aos policiais que pagava R$ 0,80 por unidade. Ela foi conduzida e responderá pelo crime de receptação qualificada.

Na última sexta-feira (12), três pessoas já tinham sido presas pela Derf (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos) por furtos de grampos e talas de fixação de trilhos de trem. O prejuízo chegou a R$ 100 mil, segundo a empresa.

ALL América Latina Logística, responsável pelo setor ferroviário, alerta sobre os riscos que causam os furtos, já que sem os grampos, não há estabilidade na linha, fato que pode ocorrer descarrilamento dos trens.

Jornal Midiamax