Polícia

Comerciante é assassinado com facada no pescoço em Campo Grande

Comerciante identificado como Hugo Gonçalves, 30, foi assassinado com uma facada no pescoço em frente de sua conveniência na Avenida Panamericana, Vila Danúbio Azul em Campo Grande, na noite desta segunda-feira (04). Segundo informações, o suspeito de cometer o crime é um funcionário da vítima que fugiu do local após o crime. Ainda de acordo […]

Diego Alves Publicado em 04/01/2021, às 20h12 - Atualizado em 05/01/2021, às 09h39

Comerciante morreu no local (Foto: Danielle Errobidarte)
Comerciante morreu no local (Foto: Danielle Errobidarte) - Comerciante morreu no local (Foto: Danielle Errobidarte)

Comerciante identificado como Hugo Gonçalves, 30, foi assassinado com uma facada no pescoço em frente de sua conveniência na Avenida Panamericana, Vila Danúbio Azul em Campo Grande, na noite desta segunda-feira (04). Segundo informações, o suspeito de cometer o crime é um funcionário da vítima que fugiu do local após o crime.

Comerciante é assassinado com facada no pescoço em Campo Grande
Pedaço do taco utilizado na agressão e arma de fogo na calçada (Foto: Danielle Errobidarte)

Ainda de acordo com informações, os dois teriam tido uma discussão. Hugo foi agredido com golpes de um taco de madeira e morto com a facada no pescoço. Hugo caiu já sem vida na avenida em frente de seu comércio.

A faca utilizada no crime estava ao lado do corpo da vítima. Um revólver calibre 32 que estava ao solo, na calçada, será apreendido pela polícia. De acordo com o Corpo de Bombeiros, a vítima não foi atingida por tiros. Ainda não há informações se houve disparos de arma de fogo no local.

Pedaços do taco utilizado nas agressões ficaram espalhados ao solo e na calçada. Ao lado do corpo de Hugo também havia a chave de seu veículo, uma BMW, que estava estacionada na frente da conveniência. Ainda de acordo com informações, o autor teria fugido em um VW Gol branco. A esposa de Hugo estava muito abalada no local.

Segundo informações, o funcionário dormia no comércio e trabalhava durante o expediente. A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros foram acionados.

Jornal Midiamax