Polícia

Com traumatismo craniano, bebê atropelada pelo ex-marido da mãe segue internada

Ela ficou em estado grave e o pai acabou morrendo após o atropelamento

Renata Portela Publicado em 17/04/2021, às 14h36

Carro usado no atropelamento foi apreendido
Carro usado no atropelamento foi apreendido - (Divulgação, PCMS)

Quatro dias após ser atropelada pelo ex-marido da mãe, Angelo Maria Felix, de 51 anos, que está foragido, a bebê prestes a completar 2 meses continua internada. Na Santa Casa, o estado de saúde da bebê neste sábado (17) é considerado estável, apesar de grave.

Conforme as informações da Santa Casa, a recém-nascida deu entrada às 22h56 do dia 13 de abril, após sofrer o atropelamento em Rio Verde de Mato Grosso. Ela agora está internada na enfermaria de cuidado intermediário, pela pediatria. A bebê segue estável e em acompanhamento de tratamento conservador, por conta da fratura no crânio.

Relembre o caso

O acidente aconteceu por volta das 17h30, na Rua Rio Grande do Sul naquele município. O casal – homem de 30 anos e mulher de 36 anos – andava pela rua com a bebê no carrinho. Em determinado momento, o ex-marido da mulher, Angelo, teria visto a família e avançado com o carro, um Uno vermelho, atingindo as vítimas

Após o atropelamento, o autor fugiu do local. O homem de 30 anos foi socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) em estado grave e não resistiu aos ferimentos, morrendo no hospital. Já a bebê foi levada por uma testemunha até a unidade, com a mãe. Conforme informações de testemunhas, a criança foi arremessada do carrinho e caiu no chão.

Com o impacto da queda, a criança teve traumatismo cranioencefálico e vários ferimentos graves. Ela foi transferida em vaga zero para a Santa Casa de Campo Grande e, como a mãe estava em estado de choque, não teria conseguido acompanhar a bebê. A mulher passou por acompanhamento com psicóloga e o caso é investigado.

A princípio, Angelo não aceitava o fim do relacionamento, muito menos o fato de que o homem de 30 anos tinha começado a morar junto com a ex-mulher, desde o nascimento da bebê. Ainda na terça-feira, o carro dele foi encontrado abandonado em uma fazenda, que seria de um familiar dele, e apreendido.

Angelo, é procurado pela polícia e denúncias anônimas sobre o paradeiro do suspeito podem ser feitas. De acordo com a Polícia Civil, Angelo pode ter recebido ajuda de amigos ou familiares para fugir após o crime. Caso isso seja identificado, essas pessoas também podem acabar respondendo criminalmente. Denúncias sobre o paradeiro podem ser feitas anonimamente via 190 ou pelo telefone da delegacia do município (67) 3291-1528.

Jornal Midiamax