Polícia

Com documento falso comprado pela internet, traficante é preso quando levava amostras para clientes

Estava foragido e além da maconha mais de 3 mil comprimidos de ecstasy foram apreendidos com o traficante

Thatiana Melo Publicado em 15/05/2021, às 06h07

None
(Ilustrativa)

Na noite desta sexta-feira (14), foi preso em flagrante em Campo Grande, no bairro Jardim Tijuca Anderson da Silva Ferreira de 32 anos, quando levava amostras de maconha para clientes. Ele usava documentos falsos comprados na internet.

O flagrante com a prisão aconteceu por volta das 23 horas desta sexta (14), quando em rondas os policiais abordaram Anderson que estava em um Onix aos fundos de um supermercado na região. Ele demonstrou nervosismo durante a checagem confessando que estava com documentos falsos e que estava evadido do regime semiaberto.

Com ele, os militares encontraram embalagens de maconha que seria amostras para levar a clientes. Já dentro de uma caixa de papelão no interior do carro foi achado cerca de 30 quilos da droga. Anderson não queria revelar de onde havia buscado a maconha, mas testemunhas que viram a abordagem revelaram aos policiais de qual casa na região, o carro havia saído.

Já na residência, os policiais localizaram mais 3.357 comprimidos de ecstasy que Anderson disse ter comprado em Ponta Porã, além de mais maconha e petrechos para a droga. O local servia de esconderijo para a maconha, que ele vendia.

Quando indagado sobre o documento falso, ele revelou que havia comprado há mais de 1 ano pela internet, mas não disse quanto pagou pelo documento. Anderson foi preso em flagrante pelo crime de tráfico de droga e uso de documento falso.

Jornal Midiamax