Polícia

Após acidente matar dois, ex diz que perseguiu mulher de moto para ‘ajudar a achar emprego’

Boletim de ocorrência registrado no final da manhã desta quinta-feira (4) pela Polícia Civil traz novas informações sobre as circunstâncias do acidente que terminou com a morte de Jair Fernandes, de 47 anos, e Mário Jorge Pereira, de 54 anos, no cruzamento da Avenida Guaicurus com a Marginal Bálsamo, em Campo Grande. Tudo começou a […]

Renan Nucci Publicado em 04/02/2021, às 15h36 - Atualizado em 05/02/2021, às 11h02

Acidente terminou com duas pessoas mortas. Foto: Henrique Arakaki
Acidente terminou com duas pessoas mortas. Foto: Henrique Arakaki - Acidente terminou com duas pessoas mortas. Foto: Henrique Arakaki

Boletim de ocorrência registrado no final da manhã desta quinta-feira (4) pela Polícia Civil traz novas informações sobre as circunstâncias do acidente que terminou com a morte de Jair Fernandes, de 47 anos, e Mário Jorge Pereira, de 54 anos, no cruzamento da Avenida Guaicurus com a Marginal Bálsamo, em Campo Grande. Tudo começou a partir de uma perseguição envolvendo um motociclista, a ex-mulher dele e um rapaz de 20 anos.

Entenda

Em sua versão sobre os fatos, o motociclista alegou que manteve um relacionamento com a mulher e tem duas filhas com ela. Hoje, ele teria combinado de levá-la até uma agência de emprego, pois estavam reatando e ela estava em busca de trabalho. Porém, no horário combinado, ele telefonou, mas não foi atendido por ela. Diante disso,  ele foi até a casa da mãe dela e, chegando lá, viu a ex entrando no automóvel Gol com um rapaz.

O motociclista diz que se aproximou do carro e bateu no vidro, pedindo para que o motorista parasse. No entanto, o condutor fugiu em alta velocidade. O motociclista alega que tentou acompanhá-los, mas não conseguiu porque o Gol estava acima dos 100 quilômetros por hora. Ele diz que permaneceu atrás do carro até ver o momento em que houve a colisão com um Renault Scenic ocupado por Jair e Mário Jorge, na Avenida Guaicurus. As vítimas não resistiram e morreram.

O motociclista disse ainda que logo que a ex-mulher saiu do veículo, sem ferimentos graves, imediatamente a encaminhou de moto à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Universitário, onde ela foi atendida. Logo em seguida, policiais civis do GOI (Grupo de Operações e Investigações) estiveram na unidade de saúde colhendo informações com os envolvidos. O motorista do Gol teve ferimentos e foi socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

O que diz o motorista do carro

Preso em escolta policial também na UPA do Universitário,  o motorista do Gol alegou que estava com a mulher em seu veículo, momento em que o ex-marido dela se aproximou de moto batendo no vidro, fazendo menção de estar supostamente armado.

Assustado, saiu em alta velocidade a fim de se proteger, vindo a causar o acidente. A mulher, por sua vez, disse que estava na casa da mãe e iria de carro com o rapaz até o centro, quando o ex-marido chegou de moto. Ela disse que o ex se aproximou do carro e pediu para que o motorista parasse. No entanto, houve a fuga que resultou no acidente.

O delegado Lucas Caires, plantonista que atendeu a ocorrência, disse que a mulher havia alegado que estava terminando um relacionamento com o motorista do carro, pois tinha intenção de voltar para o ex-marido, quando o ex-marido apareceu. O motorista do carro foi preso em flagrante por homicídio.

Jornal Midiamax