Polícia

Ao ser flagrado, autor de furto tenta tirar arma de PM aposentado e acaba preso

Ele alegou em depoimento que não teve intenção de furtar

Renata Portela Publicado em 17/04/2021, às 13h21

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - (Arquivo, Midiamax)

Na manhã de sexta-feira (16), confusão na região central de Campo Grande terminou com a prisão de um rapaz de 25 anos, acusado de furto. Ele foi flagrado furtando um capacete nas proximidades da antiga rodoviária, foi detido por um policial militar aposentado e entrou em luta corporal com ele.

Segundo as informações da polícia, equipe da Força Tática do 1ª Batalhão fazia rondas naquela região quando percebeu a movimentação na Rua Barão do Rio Branco. O policial militar, da reserva remunerada, relatou que estava trabalhando quando ouviu populares gritando que uma pessoa havia cometido furto.

A informação era de que o autor do furto era um rapaz que estava com um dos pés engessados. Logo em seguida o policial avistou o suspeito com o capacete que tinha furtado em mãos. Ele jogou o capacete no chão e partiu para cima do militar, momento em que teria tentado pegar a arma do policial, uma pistola.

O rapaz acabou detido com ajuda de populares e foi encaminhado para a delegacia. Em depoimento, ele alegou que passou a noite e a madrugada bebendo e foi até a antiga rodoviária procurar uma garota de programa. Trabalhando com entregas, ele teria sofrido uma queda de moto e estaria parado para serviço, mas disse que foi ao local com o veículo.

Assim, acabou parando e conversando com funcionário de um estabelecimento nas proximidades. Durante a conversa, ele alega que pegou o capacete de cima da moto estacionada, que seria desse homem com quem ele falava. O capacete teria sido usado para ele sentar em cima, como banqueta.

No entanto, ao ir embora, ele teria levado o capacete embora. O rapaz disse que não tem passagens policiais e que cometeu um erro, porque estava bêbado, e acabou levando o capacete por engano, pensando que era o dele. Ele responderá pelo furto e deve continuar preso até passar por audiência de custódia, na segunda-feira (19).

Jornal Midiamax