Polícia

Acusado de torturar, decapitar e carbonizar corpo de irmãs é preso na fronteira

Prenderam ele na Linha Internacional entre Zanja Pyta e Ponta Porã

Diego Alves Publicado em 14/05/2021, às 23h12

Irmãs Fabiana Aguayo Baez, de 23 anos, e Adriana Aguayo Baez, de 28 anos
Irmãs Fabiana Aguayo Baez, de 23 anos, e Adriana Aguayo Baez, de 28 anos

A polícia prendeu Walter Andrés Torales Chamorro, acusado de torturar, decapitar e carbonizar as irmãs Fabiana Aguayo Baez, de 23 anos, e Adriana Aguayo Baez, de 28 anos em junho de 2017 no bairro Obreiro, em Pedro Juan Caballero no Paraguai. Walter era um dos 75 presos de facção criminosa que fugiram de forma cinematográfica, da Penitenciária de Pedro Juan Caballero em janeiro de 2020.Walter foi preso nesta sexta (divulgação)

A Guarda Civil Metropolitana de Fronteira e a Polícia Nacional do Paraguai prenderam ele na Linha Internacional entre Zanja Pyta e Ponta Porã, nesta sexta-feira (14).

Entre outros crimes, Walter é acusado de sequestrar, torturar, matar, esquartejar e queimar as irmãs Adriana e Fabiana Aguayo Baez em junho de 2017.
A polícia prendeu ele após trabalho de investigação entre policiais dos dois países, publicou o site MS em foco. Após a fuga, Walter passou a morar em Ponta Porã onde foi decoberto, monitorado e preso.

Jornal Midiamax