Polícia

68 pescadores são fiscalizados e PMA apreende anzóis de galho e rede de pesca em MS

Donos dos petrechos não foram identificados

João Ramos Publicado em 24/04/2021, às 20h49

Rede de pesca apreendida pela polícia
Rede de pesca apreendida pela polícia - (PMA, Divulgação)

Uma das equipes da Polícia Militar Ambiental de Jardim que realiza fiscalização no rio Miranda, durante a operação Big Fish II/21, dentro da operação Tiradentes, vistoriou neste sábado (24) acampamentos de pesca e abordou embarcações com pessoas em atividade de pesca amadora.

No total, de acordo com a PMA, 68 pescadores foram fiscalizados e orientados sobre as normas de pesca e, felizmente, segundo a polícia, todos praticavam a atividade de forma legal.

Região fiscalizada neste sábado (PMA, Divulgação)

Petrechos proibidos foram apreendidos pela polícia durante os trabalhos: 22 anzóis de galho e uma rede de pesca que estava armada cruzando o rio com alto risco para os cardumes.

Os proprietários dos petrechos ilegais não foram identificados. As equipes continuam em fiscalização no rio Miranda, Nioaque e afluentes durante a operação.

A Polícia Militar Ambiental informa que mesmo que os infratores não sejam presos, a intensificação deste tipo de fiscalização de retirada de petrechos, com alto poder de captura, evita a degradação dos cardumes e também impõe prejuízo financeiro aos que perderam o petrecho ilegal.

Jornal Midiamax