Polícia

‘Vou tacar fogo’: Mulher é ameaçada com ofensa racista após desacordo comercial

Fornecedor de calçados foi denunciado à Polícia Civil de Campo Grande após ameaçar e cometer racismo contra uma mulher de 54 anos, em razão de desacordo comercial entre ambos. Ele ameaçou queimar a casa dela e tentou levar o marido dela à força. A vítima disse que tudo começou depois que ela pegou com o […]

Renan Nucci Publicado em 14/10/2020, às 15h52 - Atualizado em 15/10/2020, às 09h03

 3ª Delegacia de Campo Grande, onde o caso é investigado. (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)
3ª Delegacia de Campo Grande, onde o caso é investigado. (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax) - 3ª Delegacia de Campo Grande, onde o caso é investigado. (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)

Fornecedor de calçados foi denunciado à Polícia Civil de Campo Grande após ameaçar e cometer racismo contra uma mulher de 54 anos, em razão de desacordo comercial entre ambos. Ele ameaçou queimar a casa dela e tentou levar o marido dela à força.

A vítima disse que tudo começou depois que ela pegou com o suspeito, há cerca de três meses, pares de tênis e chinelos para revenda. No entanto, na manhã desta quarta-feira (14), ele foi até casa dela para receber e chegou alterado, dando socos na porta.

A mulher explicou que pegou os produtos em consignação e ainda não havia fechado todas as vendas, motivo pelo qual o agressor ficou irritado e passou a insultá-la. “Você é uma preta aleijada [..] vou tacar fogo na sua casa”, teria dito ele, junto com várias outras ofensas.

Ele foi embora prometendo voltar no próximo domingo e disse que era melhor que a vítima estivesse com o dinheiro dele. Antes de sair, o autor tentou colocar o marido dela à força dentro do carro. O homem responde por ameaça e injúria racial.

Jornal Midiamax