Polícia

VÍDEO: polícia autua condutora que teria atropelado gato propositalmente

A PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou uma mulher de 36 anos que teria atropelado um gato intencionalmente em Miranda, cidade a 208 quilômetros de Campo Grande. De acordo com a polícia, após receber um vídeo que circulou na mídia local e nas redes sociais em Miranda, em que uma motorista teria propositalmente passado por cima […]

Diego Alves Publicado em 28/10/2020, às 23h53

Reprodução
Reprodução - Reprodução

A PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou uma mulher de 36 anos que teria atropelado um gato intencionalmente em Miranda, cidade a 208 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com a polícia, após receber um vídeo que circulou na mídia local e nas redes sociais em Miranda, em que uma motorista teria propositalmente passado por cima de um gato no dia 23 deste mês.

Uma equipe da PMA então iniciou buscas, conseguiu acessar a placa do veículo e localizar a responsável pelo caso que causou muita comoção nas redes sociais.

No vídeo, de acordo com a polícia, realmente fica a impressão de que a pessoa teria visto o animal, pois estava em baixa velocidade e faz um desvio em direção ao gato, passando com as duas rodas de um lado do veículo sobre o bicho, que aparentemente teve as patas e até a coluna afetada e depois veio a óbito no mesmo dia.

Os policiais então localizaram a condutora de 36 anos nesta quarta-feira (28). Ainda segundo a PMA, ela negou ter praticado o ato de maus tratos ao animal e afirmou que não teria visto o bicho. A PMA efetuou um auto de infração administrativo e multou a acusada em R$ 500. Ela também poderá responder por crime ambiental de maus-tratos a animais, caso seja comprovado que teve intenção de atropelar o animal. A pena é de dois a cinco anos de reclusão.

Jornal Midiamax