Polícia

Suspeitos de execução na fronteira chegaram de caminhonete e usaram fuzis

Executado nesta terça-feira (08) em Ponta Porã, município localizado na fronteira com o Paraguai, a 346 quilômetros de Campo Grande, Joari José Paz de Lima, de 39 anos, recebeu vários tiros de fuzis nos calibres 7,62 e 5,56, bem como de pistola 9 milímetros. Os autores estavam em uma caminhonete branca. Informações apontam que momentos […]

Renan Nucci Publicado em 08/12/2020, às 18h41

Local onde a vítima caiu após ser assassinada. Foto: Divulgação
Local onde a vítima caiu após ser assassinada. Foto: Divulgação - Local onde a vítima caiu após ser assassinada. Foto: Divulgação

Executado nesta terça-feira (08) em Ponta Porã, município localizado na fronteira com o Paraguai, a 346 quilômetros de Campo Grande, Joari José Paz de Lima, de 39 anos, recebeu vários tiros de fuzis nos calibres 7,62 e 5,56, bem como de pistola 9 milímetros. Os autores estavam em uma caminhonete branca.

Informações apontam que momentos antes, a vítima e familiares chegaram a ser seguidos por um carro branco. Testemunhas relataram que o homem estava sentado na frente de casa, no Jardim Ivone, quando viu uma caminhonete branca dobrando a esquina e vindo em sua direção.

Imaginando que seria atacado, ele correu e se escondeu atrás de uma árvore, mas foi baleado várias vezes e morreu no local. Conforme já noticiado, em 2018 ele havia sido preso por envolvimento em homicídio ocorrido na fronteira. A prisão ocorreu no Jardim Ivone.

Jornal Midiamax