Polícia

Preso suspeito de espancar mulher até a morte com tijoladas na cabeça

A Polícia Civil de Dourados, a 225 quilômetros de Campo Grande, prendeu nesta quinta-feira (05) homem de 33 anos suspeito do feminicídio da esposa Maricleia Benites, de 25 anos, crime ocorrido no dia 11 de outubro, em reserva indígena da cidade. Na ocasião, o casal foi até a casa da mãe do autor, localizada na […]

Renan Nucci Publicado em 05/11/2020, às 14h10 - Atualizado às 18h20

Foto: Ilustrativa
Foto: Ilustrativa - Foto: Ilustrativa

A Polícia Civil de Dourados, a 225 quilômetros de Campo Grande, prendeu nesta quinta-feira (05) homem de 33 anos suspeito do feminicídio da esposa Maricleia Benites, de 25 anos, crime ocorrido no dia 11 de outubro, em reserva indígena da cidade.

Na ocasião, o casal foi até a casa da mãe do autor, localizada na aldeia Bororó. Lá, o homem consumiu bebidas alcoólicas, discutiu com a vítima e passou a agredi-la com socos, pauladas, pedradas e várias tijoladas na cabeça. Ela chegou a ser socorrida viva.

Inicialmente, foi encaminhada ao Hospital da Missão Caiuá, mas por conta do da gravidade dos ferimentos, foi transferida para o Hospital da Vida, onde morreu no dia seguinte, 12 de outubro. Na ocasião, a sogra dela procurou a polícia e denunciou o filho como agressor.

A DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher) assumiu as investigações e até então o homem era dado como foragido. Nesta quinta, a equipe conseguiu localizá-lo na reserva indígena e deu cumprimento ao mandado de prisão preventiva. Ele foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) para exame de corpo de delito e será levado ao presídio.

Colaborou Sidinei Bronka

Jornal Midiamax