Polícia

Mãe que sabia e namorado de adolescente são indiciados por estupro em MS

A Polícia Civil de Dourados por meio da DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher) investiga uma denúncia de estupro de vulnerável, envolvendo uma adolescente de 12 anos e o padrasto, na Aldeia Bororó, Reserva Indígena de Mato Grosso do Sul. Conforme informações policiais, na tarde da quarta-feira (05), a vítima e o suspeito foram denunciados […]

Marcos Morandi Publicado em 06/08/2020, às 09h14 - Atualizado em 07/08/2020, às 07h57

Caso está sendo investigado. (Divulgação)
Caso está sendo investigado. (Divulgação) - Caso está sendo investigado. (Divulgação)

A Polícia Civil de Dourados por meio da DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher) investiga uma denúncia de estupro de vulnerável, envolvendo uma adolescente de 12 anos e o padrasto, na Aldeia Bororó, Reserva Indígena de Mato Grosso do Sul.

Conforme informações policiais, na tarde da quarta-feira (05), a vítima e o suspeito foram denunciados . Ao se deslocar para o local, os agentes da Polícia Civil constataram que a menor estava morando com um rapaz de 17 anos.

A mãe da vítima tem 28 anos e confirmou à polícia que a filha estava casada com o jovem. Ela foi autuada em flagrante, como coautora de estupro de vulnerável e o adolescente foi autuado pelo ato infracional de estupro de vulnerável.

A denúncia sobre um possível envolvimento do padrasto no caso de estupro da adolescente também está sendo investigada pela Delegacia de Atendimento à Mulher.

Jornal Midiamax