Polícia

Mulher é degolada e encontrada com sinais de estupro na fronteira

Magdalena Valiente Gauto, de 52 anos, foi encontrada morta nesta sexta-feira (04) na colônia Vista Alegre, em Pedro Juan Caballero, município paraguaio localizado na fronteira com Ponta Porã, a 346 quilômetros de Campo Grande. Indícios apontam que a mulher foi degolada e estuprada, já que estava nua e havia sinais de violência sexual. De acordo […]

Renan Nucci Publicado em 04/12/2020, às 14h48

Foto Ilustrativa
Foto Ilustrativa - Foto Ilustrativa

Magdalena Valiente Gauto, de 52 anos, foi encontrada morta nesta sexta-feira (04) na colônia Vista Alegre, em Pedro Juan Caballero, município paraguaio localizado na fronteira com Ponta Porã, a 346 quilômetros de Campo Grande. Indícios apontam que a mulher foi degolada e estuprada, já que estava nua e havia sinais de violência sexual.

De acordo com o jornal ABC Color, as portas da casa não foram arrombadas, motivo pelo qual a Polícia Civil acredita que os autores conheciam a moradora e tiveram livre acesso ao imóvel. Inicialmente foi levantada possibilidade de roubo, mas as autoridades acreditam que, de fato, ela tenha sido abusada. Foram coletadas amostras para perícia.

Outro detalhe que reforça a possibilidade de estupro é que a carteira vítima, cheia de dinheiro, foi deixada no local. Dois suspeitos, um de 53 e outro que seria indígena foram presos. O caso segue em investigação e o teor das alegações deles não foram revelados pelas autoridades paraguaias. Um deles tinha ordem de prisão por pensão alimentícia.

Jornal Midiamax