Polícia

Motorista de aplicativo é levado à PF por suspeita de tráfico internacional de pessoas

Um motorista de aplicativo foi preso suspeito de tráfico internacional de pessoas na manhã desta terça-feira (01), na MS 395 em Brasilândia, cidade a 382 quilômetros de Campo Grande. A Polícia Militar Rodoviária fez abordagem no veículo do suspeito, um VW Voyage, na MS-395, onde havia cinco mulheres bolivianas, com idades entre 14 e 22 […]

Diego Alves Publicado em 01/09/2020, às 19h46 - Atualizado em 02/09/2020, às 09h18

Prédio da Polícia Federal em Três Lagoas (Ygor Andrade / Hojemais)
Prédio da Polícia Federal em Três Lagoas (Ygor Andrade / Hojemais) - Prédio da Polícia Federal em Três Lagoas (Ygor Andrade / Hojemais)

Um motorista de aplicativo foi preso suspeito de tráfico internacional de pessoas na manhã desta terça-feira (01), na MS 395 em Brasilândia, cidade a 382 quilômetros de Campo Grande.

A Polícia Militar Rodoviária fez abordagem no veículo do suspeito, um VW Voyage, na MS-395, onde havia cinco mulheres bolivianas, com idades entre 14 e 22 anos, sendo três maiores de idade e duas menores.

De acordo com a polícia, o condutor, brasileiro de 37 anos, disse que é motorista de aplicativo em Guarulhos (SP) e informou aos policiais que buscou as passageiras estrangeiras na rodoviária de Campo Grande e as levaria até Guarulhos.

Ainda segundo a polícia, diante dos fatos, todos os envolvidos foram encaminhados à Polícia Federal de Três Lagoas, onde investigará se o suspeito cometeu o crime previsto no Art. 232-A do Código Penal, que diz: “Promover, por qualquer meio, com o fim de obter vantagem econômica, a entrada ilegal de estrangeiro em território nacional ou de brasileiro em país estrangeiro. Pena – Reclusão de 2 a 5 anos e multa”. O Conselho Tutelar também foi acionado para as medidas cabíveis.

Jornal Midiamax