Polícia

Motorista de aplicativo é acusado de tentativa de estupro após se negar a mudar rota

Na tarde deste domingo (19), motorista de aplicativo procurou a delegacia após ser acusado de tentativa de estupro. O fato teria ocorrido durante uma corrida, após ele se negar a mudar a rota por causa da forma de pagamento e a passageira dizer que o prejudicaria. Segundo relato do motorista, ele buscou a mulher em […]

Renata Portela Publicado em 19/07/2020, às 16h05

Imagem ilustrativa: Pixabay
Imagem ilustrativa: Pixabay - Imagem ilustrativa: Pixabay

Na tarde deste domingo (19), motorista de aplicativo procurou a delegacia após ser acusado de tentativa de estupro. O fato teria ocorrido durante uma corrida, após ele se negar a mudar a rota por causa da forma de pagamento e a passageira dizer que o prejudicaria.

Segundo relato do motorista, ele buscou a mulher em casa no Jardim Montevidéu e ela embarcou com outros dois homens. Em determinado momento, ela pediu para ele mudar o trajeto, mas o motorista disse que não podia já que o pagamento seria no cartão e não no dinheiro.

Assim, segundo relato do motorista, a mulher se alterou e pediu para ele parar o carro. Em seguida, ela e os outros dois homens desceram, momento em que disse para um dos amigos que prejudicaria a vida do motorista.

Com isso, a mulher começou a gritar que o motorista estava tentando estuprá-la e testemunhas que passava no local foram ver o que estava acontecendo. Então o motorista foi embora, mas depois a filha o avisou sobre uma postagem no Facebook.

Na publicação, o namorado da passageira postou que o motorista tinha tentado estuprá-la, mas não colocou o nome da vítima. No entanto, a placa do carro e a foto do motorista foram divulgadas, mas momentos depois a postagem foi retirada do ar.

O caso foi registrado como calúnia na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Cepol e a vítima manifestou desejo de representar contra os autores.

Jornal Midiamax