Polícia

Motociclista tenta ultrapassagem, bate em caminhão e morre na BR-262

Mulher ainda não identificada morreu depois de bater em um caminhão ao tentar ultrapassagem de moto na tarde desta quarta-feira (12), no anel viário da BR-262, nas proximidades do lixão, em Campo Grande. A vítima teve fraturas expostas e traumatismo craniano. Conforme apurado, a motociclista seguia em um veículo Suzuki e, ao tentar ultrapassagem, invadiu […]

Renan Nucci Publicado em 12/02/2020, às 18h08 - Atualizado em 13/02/2020, às 09h34

Polícia Civil e perícia durante coleta de informações. Foto: Leonardo de França
Polícia Civil e perícia durante coleta de informações. Foto: Leonardo de França - Polícia Civil e perícia durante coleta de informações. Foto: Leonardo de França

Mulher ainda não identificada morreu depois de bater em um caminhão ao tentar ultrapassagem de moto na tarde desta quarta-feira (12), no anel viário da BR-262, nas proximidades do lixão, em Campo Grande. A vítima teve fraturas expostas e traumatismo craniano.

Conforme apurado, a motociclista seguia em um veículo Suzuki e, ao tentar ultrapassagem, invadiu a contramão e atingiu a roda dianteira de um caminhão boiadeiro. Com o impacto, a vítima foi atirada ao solo e, além das fraturas, perdeu couro cabeludo.

O caminhão freou por dez metros na tentativa de evitar a colisão. Equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas, mas a vítima não resistiu. A Polícia Civil fez perícia no local e o trânsito foi interditado pela PRF (Polícia Rodoviária Federal).

Os peritos afirmaram que o acidente pode ter sido provocado por um desnível entre as duas faixas, que teriam feito com que a vítima se perdesse o equilíbrio. Ela estava sem documentos e os policiais checaram o registro da moto, mas constataram que a proprietária não era ela.

A ocorrência foi registrada pelo delegado Roberto Luis Miranda, da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Cepol (Centro Especializado de Polícia).

Jornal Midiamax