Polícia

‘Matar policial é nossa meta’: Zombou da morte de investigador e foi autuado

Jovem de 18 anos foi identificado e autuado pela Decat (Delegacia Especializada em Repressão a Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista) após zombar da morte do policial civil Joel Benites da Silva, assassinado durante tentativa de roubo na semana passada, em Campo Grande. Por meio de comentário no Facebook, o rapaz disse sobre o […]

Renan Nucci Publicado em 24/08/2020, às 17h39 - Atualizado em 25/08/2020, às 08h24

Joel Benites da Silva foi assassinado durante tentativa de assalto. Foto: Divulgação/PCMS.
Joel Benites da Silva foi assassinado durante tentativa de assalto. Foto: Divulgação/PCMS. - Joel Benites da Silva foi assassinado durante tentativa de assalto. Foto: Divulgação/PCMS.

Jovem de 18 anos foi identificado e autuado pela Decat (Delegacia Especializada em Repressão a Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista) após zombar da morte do policial civil Joel Benites da Silva, assassinado durante tentativa de roubo na semana passada, em Campo Grande.

Por meio de comentário no Facebook, o rapaz disse sobre o ocorrido: “Mata os polícia é nossa meta hahahahah (sic)”. A postagem foi feita na quinta-feira (20), logo após o crime que vitimou o investigador que tinha mais de 30 anos prestados à Polícia Civil de Mato Grosso do Sul.

“A conduta em questão, por expressar aprovação e enaltecimento de uma conduta criminosa, bem como extrapolar os limites aceitáveis da liberdade de expressão, atenta gravemente contra o sentimento comum de paz e segurança assegurada pela ordem jurídica, além de sugestionar pessoas, principalmente crianças e adolescentes, à delinquência”, disse a polícia em nota.

Caso seja condenado, o rapaz pode pegar de três a seis meses de prisão, ou multa. Conforme já noticiado, Joel foi abordado por dois bandidos armados quando chegava em casa no Jardim Leblon. Diante do assalto, ele reagiu e baleou um dos criminosos, mas também foi atingido e não resistiu. Carlos Batista Lima, de 28 anos, e o comparsa Matheus Fernandes Araújo, de 21 anos, foram presos em flagrante.

Jornal Midiamax