Polícia

Justiça determina 3 datas para ouvir investigados na Omertà por morte de ‘Playboy’

O juiz Aluízio Pereira dos Santos, da 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, agendou para fevereiro as audiências sobre o assassinato de Marcel Costa Hernandes Colombo, o ‘Playboy da Mansão’, ocorrido em 18 de outubro de 2018 m em uma cachaçaria. São réus no processo Jamil Name, Jamil Name Filho, Juanil MIranda […]

Renan Nucci Publicado em 03/12/2020, às 16h19 - Atualizado às 17h10

Playboy foi assassinado em cachaçaria. Foto: Arquivo
Playboy foi assassinado em cachaçaria. Foto: Arquivo - Playboy foi assassinado em cachaçaria. Foto: Arquivo

O juiz Aluízio Pereira dos Santos, da 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, agendou para fevereiro as audiências sobre o assassinato de Marcel Costa Hernandes Colombo, o ‘Playboy da Mansão’, ocorrido em 18 de outubro de 2018 m em uma cachaçaria. São réus no processo Jamil Name, Jamil Name Filho, Juanil MIranda Lima, Marcelo Rios, Everaldo Monteiro de Assis e Rafael Antunes Vieira.

Conforme despacho, as audiências ocorrem no dia 8 de fevereiro de 2021, às 13h30, dia 18 de fevereiro e 23 de fevereiro. Na primeira audiência, serão ouvidas as testemunhas arroladas na denúncia. Na segunda, serão ouvidas as testemunhas da defesa e, na última audiência, será realizado o interrogatório dos réus. Jamil Name, investigado por ser um dos mandantes, está no Presídio Federal de Mossoró (RN).

Marcel foi morto após desavença com o filho de Name em uma Boate. O guarda Marcelo Rios contratou o pistoleiro e, após o crime, telefonou dizendo que o serviço havia sido feito. ‘Playboy’ estava sentando em uma cadeira na cachaçaria, quando foi baleado pelas costas.  Os envolvidos são investigados no âmbito da Operação Omertà.  A Organização Criminosa também está ligada a outros homicídios.

Jornal Midiamax