Polícia

Invasor é multado em R$ 5 mil por degradar matas ciliares de córrego de fazenda alheia

A PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou um invasor em R$ 5 mil por degradar matas ciliares de córrego de fazenda alheia ao construir casa e criar animais no local, em uma fazenda na zona rural de Naviraí. De acordo com a PMA, durante vistorias nas propriedades rurais do município, depois de receber denúncias, policiais ambientais […]

Diego Alves Publicado em 06/10/2020, às 19h54 - Atualizado às 19h54

Divulgação, PMA
Divulgação, PMA - Divulgação, PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou um invasor em R$ 5 mil por degradar matas ciliares de córrego de fazenda alheia ao construir casa e criar animais no local, em uma fazenda na zona rural de Naviraí.

De acordo com a PMA, durante vistorias nas propriedades rurais do município, depois de receber denúncias, policiais ambientais localizaram ontem (5) em uma fazenda próxima à cidade, degradações ambientais em áreas protegidas de preservação permanente (APP). Na propriedade rural, a PMA verificou que um homem de 40 anos havia invadido a área protegida do córrego Tarumã, em uma propriedade alheia sem autorização do dono e do órgão ambiental.

Ainda segundo a polícia ambiental, durante a vistoria, os Policiais perceberam que o invasor havia construído uma casa de tábuas dentro da área protegida, ainda mantinha cavalos e porcos acessando as matas ciliares do córrego que corta a propriedade, causando erosão de margens e assoreamento, bem como havia disposto entulhos de construção no local.

As atividades foram paralisadas. O invasor, residente em Naviraí, foi autuado administrativamente e multado em R$ 5 mil. O autuado também responderá por crime ambiental de degradação de área de preservação permanente (APP). A pena é de um a três anos de detenção. Ele também foi notificado a retirar os animais (cavalos e porcos), a construção e entulhos que colocou dentro da área, no prazo de cinco dias.

Jornal Midiamax