Polícia

Pistoleiros levaram celular de testemunha que presenciou execução em bar

Três homens encapuzados executaram na noite desta segunda-feira (6) Everton Jonatas de Oliveira, de 36 anos. Contra a vítima foram disparados 28 tiros de pistola 9mm. O crime aconteceu no Parque das Nações I, em Dourados. Um dos autores, após a execução da vítima, ordenou que uma das testemunhas, entregasse o aparelho celular. Os pistoleiros […]

Marcos Morandi Publicado em 07/04/2020, às 07h47 - Atualizado às 10h11

Pistoleiros levaram o celular da v''itima e também de uma testemunha. (Foto:Sidney Bronka)
Pistoleiros levaram o celular da v''itima e também de uma testemunha. (Foto:Sidney Bronka) - Pistoleiros levaram o celular da v''itima e também de uma testemunha. (Foto:Sidney Bronka)

Três homens encapuzados executaram na noite desta segunda-feira (6) Everton Jonatas de Oliveira, de 36 anos. Contra a vítima foram disparados 28 tiros de pistola 9mm. O crime aconteceu no Parque das Nações I, em Dourados.

Um dos autores, após a execução da vítima, ordenou que uma das testemunhas, entregasse o aparelho celular. Os pistoleiros também levaram o aparelho celular da vítima que estava ao lado do corpo.

Segundo informações apuradas pela polícia, Everton estava na rua Cândido de Carvalho, na varanda de uma casa que fazia parte de um conjunto de quitinetes, na presença de um homem e homem e uma mulher, quando foi surpreendido por três homens encapuzados que alvejaram o rapaz com mais de 26 tiros de pistola 9mm.

De acordo com boletim de ocorrência, os três homens  pediram  para que a vítima encostasse na parede e levantasse as mãos para cima. Nesse momento, os autores começaram a disparar contra a vitima diversas vezes, sendo que as testemunhas correram em direção as suas respectivas kitnets.

As testemunhas, segundo o boletim de ocorrência, também relataram à polícia que a vitima não fora ameaçada e não demonstrava preocupação.

Até o momento não se sabe como os autores do crime deixaram o local, nem com que veículos eles estavam, uma vez que chovia muito. Após isso a polícia e o socorro foram acionados mas ao chegar no local a vítima já estava morta.

Jornal Midiamax