Polícia

Garras acaba com leilão em MS e prende vendedor e empresário com gado furtado

Na manhã de sábado (5), dois homens de 46 e 59 anos foram presos em flagrante por furto de gado – abigeato –  e receptação, além de associação criminosa. O crime foi descoberto em um leilão na cidade de Rio Negro, a 163 quilômetros de Campo Grande. Equipe do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a […]

Renata Portela Publicado em 07/12/2020, às 10h58 - Atualizado em 08/12/2020, às 09h12

Animais foram recuperados (Foto: Divulgação)
Animais foram recuperados (Foto: Divulgação) - Animais foram recuperados (Foto: Divulgação)

Na manhã de sábado (5), dois homens de 46 e 59 anos foram presos em flagrante por furto de gado – abigeato –  e receptação, além de associação criminosa. O crime foi descoberto em um leilão na cidade de Rio Negro, a 163 quilômetros de Campo Grande.

Equipe do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco e Resgate a Assaltos e Sequestros) foi até a cidade do interior após receber informação de que em um leilão da cidade havia um lote de gado furtado. Os animais foram remarcados e seriam leiloados.

Com apoio das delegacias de Rio Negro e Camapuã, os policiais foram até a sede do leilão, onde constataram que o homem de 59 anos tinha levado 34 bovinos à venda. No entanto, na nota fiscal e na guia de trânsito animal constavam apenas 15 vacas, animais diversos dos que estavam ali.

No interrogatório, o homem confessou que tinha furtado os animais. Já o responsável pelo leilão, por ter recebido os animais e sabendo da divergência de informações, estaria ciente do crime. Os animais chegaram a serem remarcados para a venda.

Os autores acabaram detidos em flagrante e encaminhados para a delegacia por associação criminosa, furto e receptação qualificados. O autor do furto dos animais já tinha passagem pelo mesmo crime.

*Matéria editada às 8h18 de 8/12/2020 para correção de informação

Jornal Midiamax