Polícia

Fazendeira é autuada e multada por desmatamento e exploração ilegal de madeira

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Bela Vista autuou uma fazendeira em R$ 7 mil por desmatamento e exploração de madeira ilegalmente descobertos por imagem de satélite. De acordo com a polícia, com uso de GPS, foram descobertos o desmatamento e a exploração da madeira ocorridos ilegalmente no município de Caracol. Foi flagrada a supressão […]

Diego Alves Publicado em 20/08/2020, às 00h01 - Atualizado às 00h02

Divulgação, PMA
Divulgação, PMA - Divulgação, PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Bela Vista autuou uma fazendeira em R$ 7 mil por desmatamento e exploração de madeira ilegalmente descobertos por imagem de satélite. De acordo com a polícia, com uso de GPS, foram descobertos o desmatamento e a exploração da madeira ocorridos ilegalmente no município de Caracol.

Foi flagrada a supressão ilegal de 7,05 hectares de vegetação nativa de cerrado foi levantada por técnica de sobreposição de imagens de satélites e localizada e medida com uso de GPS.

Ainda de acordo com a PMA, o desmatamento que ocorreu há algum tempo já estava com a área com plantio de pastagem e criação de gado bovino. Foi utilizado aparelho de GPS para aferição da área alterada e drone para determinação do uso atual do solo. Os Policiais verificaram ainda, que parte da madeira e galhadas proveniente da vegetação retirada ainda se encontrava no local e a maior parte havia sido explorada ilegalmente. As atividades foram interditadas.

A infratora de 61 anos, residente em Caracol, foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 7 mil Ele também responderá por crime ambiental com pena prevista de seis meses a um ano de detenção. Também foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA) junto ao órgão ambiental estadual.

Jornal Midiamax