Polícia

Familiares de casal morto a tiros prestam depoimento em delegacia

Familiares do casal morto a tiros na estrada vicinal na MS-040, nas proximidades da Chácara Agrícola da Uniderp, em Campo Grande, no dia 5 de setembro já foram ouvidos pela polícia. A mulher identificada como Eliane Pereira dos Santos, 29 anos foi encontrada com o short abaixado e é investigado se ela teria sido estuprada. […]

Thatiana Melo Publicado em 14/09/2020, às 09h09

None

Familiares do casal morto a tiros na estrada vicinal na MS-040, nas proximidades da Chácara Agrícola da Uniderp, em Campo Grande, no dia 5 de setembro já foram ouvidos pela polícia. A mulher identificada como Eliane Pereira dos Santos, 29 anos foi encontrada com o short abaixado e é investigado se ela teria sido estuprada.

Segundo o delegado Nilson Friederchi, da 4º Delegacia de Polícia, os familiares foram ouvidos, mas detalhes do depoimento não poderão ser revelados por enquanto para não atrapalhar nas investigações. Os laudos que devem apontar se Eliane foi estuprada ainda não estariam prontos. Nenhuma linha de investigação é descartada, e ainda não se sabe se o crime teria relação com acerto de contas ou tráfico de drogas, apesar de alguns papelotes de drogas terem sido encontrados no bolso de Eberson Padilha Conceição, 32 anos.

De acordo com informações, os dois teriam sido mortos em outro local e depois deixados onde foram encontrados. No registro policial, consta que há um boletim de ocorrência por desaparecimento de Eliane que é natural de Camapuã, cidade a 140 quilômetros de Campo Grande. Já Eberson é natural de Campo Grande.

O casal foi encontrado em estrada vicinal da MS-040, e já estavam no local havia cerca de 8 horas. Foi encontrada uma porção de drogas junto ao corpo da mulher. A perícia constatou que Eberson foi assassinado com um tiro na nuca e a mulher, com um tiro na nuca e também tinha ferimento no braço esquerdo.

Jornal Midiamax