Polícia

Detento é morto a pauladas e estrangulado por dívida de drogas em presídio de MS

Na segunda-feira (7), Valmir Pereira, de 38 anos, foi assassinado no Presídio de Paranaíba, município distante 407 quilômetros de Campo Grande. Dois internos, Edson Gabriel, de 19 anos, e Flabson Amaro, de 23 anos, assumiram a autoria do crime. Conforme o registro policial, os agentes penitenciários foram informados da morte do interno por volta das […]

Renata Portela Publicado em 08/12/2020, às 06h38 - Atualizado às 11h59

Detento foi assassinado em cela da unidade (Foto: Divulgação)
Detento foi assassinado em cela da unidade (Foto: Divulgação) - Detento foi assassinado em cela da unidade (Foto: Divulgação)

Na segunda-feira (7), Valmir Pereira, de 38 anos, foi assassinado no Presídio de Paranaíba, município distante 407 quilômetros de Campo Grande. Dois internos, Edson Gabriel, de 19 anos, e Flabson Amaro, de 23 anos, assumiram a autoria do crime.

Conforme o registro policial, os agentes penitenciários foram informados da morte do interno por volta das 20 horas, quando a Polícia Civil também foi acionada. Perícia também foi ao local e foi constatado que o detento foi morto por estrangulamento, além de golpes com pedaço de madeira.

A corda, uma ‘tereza’, e o pedaço de madeira foram apreendidos. Valmir estava em uma cela de RDD (Regime Disciplinar Diferenciado) e foi identificado que os autores foram levados para tal cela no período da tarde. O crime teria sido planejado, por conta de uma dívida de drogas entre vítima e autores.

Com isso, Edson e Flabson confessaram o crime, mas divergiram sobre quem foi o mentor. Eles responderão por homicídio qualificado por motivo torpe, por motivo fútil, por asfixia ou outro meio insidioso e por emboscada.

Jornal Midiamax