Polícia

Cuidado: seus dados nas redes sociais viram arma para golpistas no WhatsApp

Um novo golpe que parece antigo está fazendo vítimas em Campo Grande. Um homem procurou a 1º Delegacia de Polícia Civil depois de receber ameaças de morte por um estelionatário que tentava extorquir dinheiro da vítima. Segundo o delegado Mikail Farais, a vítima procurou a delegacia para registrar o boletim de ocorrência depois de ser […]

Thatiana Melo Publicado em 14/10/2020, às 09h17 - Atualizado às 10h00

(Divulgação)
(Divulgação) - (Divulgação)

Um novo golpe que parece antigo está fazendo vítimas em Campo Grande. Um homem procurou a 1º Delegacia de Polícia Civil depois de receber ameaças de morte por um estelionatário que tentava extorquir dinheiro da vítima.

Segundo o delegado Mikail Farais, a vítima procurou a delegacia para registrar o boletim de ocorrência depois de ser ameaçada de morte pelo estelionatário, que em uma das mensagens enviadas ao homem diz que ele teria de depositar o valor de R$ 10 mil afirmando que se não fizesse o depósito na conta que seria enviada, a vítima seria seguida e assassinada.

Na mensagem enviada é dito que os autores sabem da rotina da vítima e que ela será esquecida. Eles dizem ainda que estão fazendo um procedimento de extorsão, e que o homem seria burro por morrer por causa de R$ 10 mil.

Mikail disse que esse é mais uma nova modalidade de golpe pelo WhatsApp em que os bandidos captam informações que a própria vítima divulga na internet e acaba usando contra a pessoa, que na hora do desespero e com medo acaba depositando R$ 1 mil/ R$ 2 mil.

As investigações tentam identificar os bandidos, se seria uma pessoa um grupo que comete este tipo de crime. O delegado afirma que as pessoas precisam ter cuidado ao divulgar informações pessoais nas redes sociais para que não seja alvo de grupos criminosos como este.

Jornal Midiamax