Polícia

Corpo carbonizado em assentamento é de mulher que levou 15 facadas

O corpo encontrado carbonizado em uma residência em assentamento na zona rural de Cassilândia, a 430 quilômetros de Campo Grande, é de uma mulher identificada como Adriana Pereira Braz Azevedo, de 31 anos. Além de ser queimada, ela também foi atingida com ao menos 15 facadas nas costas, conforme análise da perícia. A suspeita do […]

Renan Nucci Publicado em 15/05/2020, às 14h54

Foto Ilustrativa
Foto Ilustrativa - Foto Ilustrativa

O corpo encontrado carbonizado em uma residência em assentamento na zona rural de Cassilândia, a 430 quilômetros de Campo Grande, é de uma mulher identificada como Adriana Pereira Braz Azevedo, de 31 anos. Além de ser queimada, ela também foi atingida com ao menos 15 facadas nas costas, conforme análise da perícia. A suspeita do crime é uma mulher de 25 anos, no entanto, a motivação não foi revelada pela Polícia Civil.

Conforme boletim de ocorrência, o proprietário disse que está construindo uma pequena residência no local, atrás de uma fábrica. Na terça-feira (12), ficou trabalhando no terreno até por volta das 17 horas, deixou a porta encostada e voltou para sua casa na cidade. Na quarta-feira (13) pela manhã, retornou para continuar os trabalhos, quando se deparou com o imóvel incendiado.

Ele então observou nos arredores, encontrou pegadas e constatou que a cozinha e o quarto haviam sido queimados. Em seguida, foi procurar representantes da prefeitura para informar sobre o ocorrido e logo depois voltou ao lote. Ao abrir as portas e observar com mais cuidado, viu a vítima caída debaixo de cinzas, caibros e telhas que faziam a cobertura da residência.

Jornal Midiamax