Polícia

Bandidos que roubaram 2 Mercedes e joias na Vila Carlota são presos pelo Choque

Dois bandidos que participaram de um roubo em uma residência na Vila Carlota, em Campo Grande, no dia 12 de dezembro, acabaram presos por equipes do Batalhão de Choque neste domingo (5), quando faziam a comercialização dos relógios roubados. Informações são de que os policiais receberam uma denúncia de que no bairro Cristos Redentor, dois […]

Thatiana Melo Publicado em 06/01/2020, às 07h25 - Atualizado às 09h50

Um dos bandidos foi ouvido e liberado (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)
Um dos bandidos foi ouvido e liberado (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax) - Um dos bandidos foi ouvido e liberado (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)

Dois bandidos que participaram de um roubo em uma residência na Vila Carlota, em Campo Grande, no dia 12 de dezembro, acabaram presos por equipes do Batalhão de Choque neste domingo (5), quando faziam a comercialização dos relógios roubados.

Informações são de que os policiais receberam uma denúncia de que no bairro Cristos Redentor, dois homens estavam fazendo comércio de produtos roubados. Quando os policiais foram até a região flagraram a dupla, que ao ver a viatura fugiu pulando os muros de várias casas. Sendo que depois foram encontrados escondidos em uma residência.

Eles confessaram o roubo a residência, e um deles ainda contou que estava guardando um revólver em uma casa dentro de uma fazenda, na cidade de Sidrolândia. A dupla foi levada para a delegacia, mas um dos bandidos acabou sendo liberado já que não foi preso em flagrante. O outro ladrão ficou detido por posse irregular de arma de fogo.

Os pares de tênis e relógios roubados foram encontrados com a dupla. O assalto a residência aconteceu no dia 12 de dezembro de 2019, quando a família chegava de viagem e descarregava o veículo.

Bandidos que roubaram 2 Mercedes e joias na Vila Carlota são presos pelo Choque
Objetos roubados estavam sendo comercializados (Foto: Divulgação)

O dono da casa de 75 anos contou na época, que foi ameaçado várias vezes e um dos assaltantes mantinha o revólver apontado para a cabeça da vítima a todo momento. Com as ameaças, o trio exigia dinheiro, perguntava sobre o cofre e onde estavam os R$ 50 mil da vítima. Segundo o idoso, os bandidos aparentavam ser jovens e um parecia ser adolescente. A família foi feita refém e os assaltantes reviraram a casa, roubando uma coleção de relógios de ouro, alianças, celulares, entre outros bens, avaliados em mais de R$ 30 mil.

Jornal Midiamax