Polícia

Ação contra fraudes no SUS e Bolsa Família apreende R$ 8 mil e documentos de imigrantes

A Operação Raízes, deflagrada pela Polícia Federal nesta quarta-feira (07) resultou na apreensão de R$ 8 mil, 1.400 bolivianos e documentos de estrangeiros como Registro Nacional Migratório, certidões de nascimento e carteiras de identidades. Os policiais recolheram ainda celulares e mídias com informações que possam ajudar nas investigações do esquema que permitia que acesso be...

Renan Nucci Publicado em 07/10/2020, às 16h22

Dinheiro apreendido pela PF durante a operação nesta manhã. Foto: Divulgação
Dinheiro apreendido pela PF durante a operação nesta manhã. Foto: Divulgação - Dinheiro apreendido pela PF durante a operação nesta manhã. Foto: Divulgação

A Operação Raízes, deflagrada pela Polícia Federal nesta quarta-feira (07) resultou na apreensão de R$ 8 mil, 1.400 bolivianos e documentos de estrangeiros como Registro Nacional Migratório, certidões de nascimento e carteiras de identidades. Os policiais recolheram ainda celulares e mídias com informações que possam ajudar nas investigações do esquema que permitia que acesso benefícios sociais como SUS e Bolsa Família.

Foram cumpridos 14 mandados de busca e apreensão, todos expedidos pelo Juízo da 1ª Vara Federal de Corumbá, nas cidades de Corumbá e Campo Grande. Desde meados de 2019, o Núcleo de Imigração da Delegacia da PF constatou que vários estrangeiros, normalmente com auxílio de “despachantes de serviços migratórios”, formalizavam o pedido de autorização de residência utilizando declarações falsas.

As investigações apontaram que inúmeros estrangeiros fizeram uso de autorizações obtidas de maneira fraudulenta para conseguir a emissão do cartão do SUS e a concessão de benefícios como o Auxílio Emergencial e o Bolsa Família. Até o momento, foram encontradas ao menos 106 fraudes contra a União. Os investigados poderão responder pelos crimes de organização criminosa, estelionato contra a União, falsidade ideológica e uso de documento falso.

Jornal Midiamax