Polícia

Unei Dom Bosco: 26 adolescentes fogem após motim e agressões a agentes

“Não morremos por sorte”, este foi o relato de um funcionário da Unei (Unidade Educacional de Internação) Dom Bosco, onde ficam internados adolescentes infratores em Campo Grande. 26 deles fugiram na madrugada desta segunda-feira (16) após um motim. Conforme apurado pelo Jornal Midiamax, adolescentes simularam uma briga em uma das celas do Pavilhão B da […]

Renata Portela Publicado em 16/12/2019, às 07h55 - Atualizado às 08h41

Adolescentes fugiram da Unei (Arquivo, Midiamax)
Adolescentes fugiram da Unei (Arquivo, Midiamax) - Adolescentes fugiram da Unei (Arquivo, Midiamax)

“Não morremos por sorte”, este foi o relato de um funcionário da Unei (Unidade Educacional de Internação) Dom Bosco, onde ficam internados adolescentes infratores em Campo Grande. 26 deles fugiram na madrugada desta segunda-feira (16) após um motim.

Conforme apurado pelo Jornal Midiamax, adolescentes simularam uma briga em uma das celas do Pavilhão B da Unei e, quando os agentes foram até o local, foram agredidos. Foi assim que teve início o motim e adolescentes de todas as outras celas começaram a bater nas grades.

A princípio houve informação de que um agente teria sido ferido com uma arma branca artesanal, mas até o momento não há confirmação. No motim, os infratores conseguiram pegar as chaves e abriram as celas, sendo que 26 teriam conseguido fugir.

Além disso, eles teriam furtado chaves de veículos de funcionários, mas ainda não se sabe se conseguiram levar os veículos. “Não morremos por sorte, porque eles queriam matar todos nós”, disse um funcionário que trabalhava no momento do motim.

Denúncias dão conta que a unidade está abandonada, sem segurança. Não há policiamento e nem mesmo o sistema de monitoramento da Unei não estaria funcionando adequadamente. O motim teria deixado estrados na estrutura do prédio e a Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública) confirmou a fuga, mas irá se pronunciar por meio de nota.

Jornal Midiamax