Polícia

Testemunhas não reconhecem e suspeito de estupro é liberado

A Polícia Civil liberou um rapaz de 28 anos que se entregou à Polícia Militar nesta terça-feira (30), depois que sua foto viralizou na internet como suspeito de estuprar e esfaquear uma mulher perto de uma ponte aos fundos do Jardim Carioca, em Campo Grande, na segunda-feira. Ele negou o crime e testemunhas não o […]

Renan Nucci Publicado em 31/07/2019, às 18h05 - Atualizado em 01/08/2019, às 10h04

Local onde ocorreu crime. (Foto: Leonardo de França)
Local onde ocorreu crime. (Foto: Leonardo de França) - Local onde ocorreu crime. (Foto: Leonardo de França)

A Polícia Civil liberou um rapaz de 28 anos que se entregou à Polícia Militar nesta terça-feira (30), depois que sua foto viralizou na internet como suspeito de estuprar e esfaquear uma mulher perto de uma ponte aos fundos do Jardim Carioca, em Campo Grande, na segunda-feira. Ele negou o crime e testemunhas não o reconheceram como autor.

Conforme noticiado, ao ver que havia sido confundido com o estuprador, o homem procurou a unidade da PM no Indubrasil e relatou que não havia cometido o crime. Diante dos fatos, ele foi levado à Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) na Casa da Mulher Brasileira, onde prestou esclarecimentos.

A delegada Joilce Silveira Ramos relatou que três testemunhas teriam visto o suspeito com uma faca em cima de uma árvore no Jardim Carioca. Por este motivo, elas foram para a Delegacia a fim de fazer o reconhecimento, mas constataram que o homem que havia se entregado não era a mesma pessoa que atacou a vítima. Diante dos fatos, ele foi liberado.

“Foi requisitada coleta de material genético da vítima para saber se houve estupro ou não, porque até o momento não foi confirmado. O local e os indícios indicam que sim, porque ela estava com a calcinha abaixada até a metade das pernas, então muito provavelmente também foi estuprada”, disse a delegada. Denúncias podem ser enviadas ao telefone 67 9 9987 – 9035.

Jornal Midiamax