Polícia

Policial preso com carga de maconha já havia sido condenado, mas continuou na PM

O cabo da Polícia Militar, Edivaldo Leão de Souza, preso na noite desta quinta-feira (28), com um carregamento de maconha já havia sido condenado anteriormente a 3 meses de detenção. Ele foi preso por equipes da PRF (Polícia Rodoviária Federal). Ele foi preso na BR-163 em Campo Grande, com um carregamento de maconha – o […]

Thatiana Melo Publicado em 29/03/2019, às 08h45 - Atualizado em 31/03/2019, às 07h37

None

O cabo da Polícia Militar, Edivaldo Leão de Souza, preso na noite desta quinta-feira (28), com um carregamento de maconha já havia sido condenado anteriormente a 3 meses de detenção. Ele foi preso por equipes da PRF (Polícia Rodoviária Federal).

Ele foi preso na BR-163 em Campo Grande, com um carregamento de maconha – o total da droga apreendida não foi informada. O cabo pertence ao 4BPM – de Ponta Porã.

Em 2018, ele foi condenado a 3 meses de detenção depois de inserir dados falsos no bando de dados da Administração Pública, com o fim de obter vantagem indevida. O fato aconteceu em 2014, em Campo Grande durante rondas feitas pelo cabo.

Mas, só em 2018 saiu a condenação. Sobre a condenação o cabo recorreu, mas o MP (Ministério Público) se interpôs ao pedido de absolvição. Ele teria inserido de forma irregular o nome de uma testemunha – com quem matinha relacionamento amoroso – no sistema.

Jornal Midiamax