Polícia

Idosos têm prejuízo de R$ 12 mil com golpe do falso atendente bancário

Dois idosos tiveram prejuízo de R$ 12 mil ao caírem em golpe do falso atendente bancário na manhã desta quarta-feira, em Campo Grande. As vítimas foram enganadas depois que o cartão ficou preso no terminal eletrônico. Estelionatários fizeram saques e contrataram empréstimos com os dados pessoais. O caso foi denunciado na Depac (Delegacia de Pronto […]

Renan Nucci Publicado em 05/06/2019, às 18h38 - Atualizado em 06/06/2019, às 08h39

Vítima procurou a Depac Centro (Arquivo, Midiamax)
Vítima procurou a Depac Centro (Arquivo, Midiamax) - Vítima procurou a Depac Centro (Arquivo, Midiamax)

Dois idosos tiveram prejuízo de R$ 12 mil ao caírem em golpe do falso atendente bancário na manhã desta quarta-feira, em Campo Grande. As vítimas foram enganadas depois que o cartão ficou preso no terminal eletrônico. Estelionatários fizeram saques e contrataram empréstimos com os dados pessoais.

O caso foi denunciado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do centro. Segundo boletim de ocorrência, as vítimas, um homem de 80 e a mulher de 72 anos, foram até o caixa que fica no Supermercado Extra, na Rua Maracaju.

Durante uso, o cartão ficou preso na máquina. Logo em seguida eles foram abordados por um desconhecido que se aproximou dizendo que eles precisavam telefonar para o banco e pedir o cancelamento do cartão, por precaução.

Como estavam sem celular, as vítimas usaram o telefone do suspeito que já havia discado para o suposto atendente. Do outro lado da linha estava um comparsa que pediu dados pessoais. Sem imaginar de que se tratava de golpe, os idosos seguiram as orientações do falso atendente e forneceram todos seus dados, inclusive a senha.

Só foram descobrir que era um golpe mais tarde. Quando eles chegaram em casa, receberam ligações do banco. Eles então foram para uma agência e souberam que os estelionatários fizeram pelo menos 10 transações, sendo R$ 6.300 em empréstimo e mais R$ 5.700 em débito da conta corrente. O caso é investigado.

Jornal Midiamax