Polícia

Família diz que foi ameaçada pelo PCC e acaba presa com arma e R$ 13 mil

Família foi presa pela Polícia Militar na madrugada deste domingo (22), com arma, munições, R$ 13 mil e outros objetos, depois de pedir ajuda alegando que estava sendo ameaçada pela facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital). Os fatos ocorreram na região do Jardim Monumento. Segundo nota, os policiais foram acionados e ao chegarem a […]

Renan Nucci Publicado em 22/12/2019, às 18h30 - Atualizado em 23/12/2019, às 09h23

Arma, dinheiro e outros objetos apreendidos pela PM. Foto: Divulgação
Arma, dinheiro e outros objetos apreendidos pela PM. Foto: Divulgação - Arma, dinheiro e outros objetos apreendidos pela PM. Foto: Divulgação

Família foi presa pela Polícia Militar na madrugada deste domingo (22), com arma, munições, R$ 13 mil e outros objetos, depois de pedir ajuda alegando que estava sendo ameaçada pela facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital). Os fatos ocorreram na região do Jardim Monumento.

Segundo nota, os policiais foram acionados e ao chegarem a uma residência na Rua Enzo Ciantelli, foram recebidos por um homem identificado apenas como C.C. Ele disse que alguns membros do PCC estavam os ameaçando por conta de uma carga de roupa do Paraguai ou da Bolívia que sumiu. Ele apresentou algumas conversas de WhatsApp e mostrou marcas de tiro no local.

Em vistoria em frente ao imóvel foram encontradas seis cápsulas deflagradas de calibre 9 milímetros e dois fragmentos de projétil. No entanto, os policiais desconfiaram, porque a todo momento a família tentava ir embora do local e apontava carros aleatórios como se os ocupantes fossem os suspeitos. 

O Corpo de Bombeiros foi chamado para prestar atendimento a uma jovem identificada como L.S.M, ocasião em que o marido dela, J., tentou sair do local com a equipe de socorro, portando uma mochila. Na mochila estava um revólver calibre 38 com quatro munições intactas e uma deflagrada. Ele disse que o armamento pertencia a C.C., proprietário da casa, que negou a posse.

Outra mulher, C., tentou ir embora levando R$ 13.204,00 em notas de 50 e R$ 2. C.C, por sua vez, estava com uma corrente dourada, dois anéis e um pingente de crucifixo, objetos que foram apreendidos. Diante dos fatos, os dois homens e duas mulheres foram detidos e encaminhados à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário).

Jornal Midiamax